[BATE PAPO] GABI ALVES PHOTOGRAPHY

 

Tive a alegria de conhecer e bater um papo bem legal com a fotógrafa Gabi Alves, que vive em Paris e hoje é uma referência para casais que vão até a Cidade Luz e querem guardar uma recordação especial e bem personalizada. Gabi realiza belos ensaios na cidade e fotografa destination weddings maravilhosos em toda a Europa. Um trabalho cheio de sensibilidade e muito talento.

Então, vamos a nossa entrevista?

 

CN – De que cidade brasileira você é e qual o motivo da sua mudança para Paris?

Gabi: Eu nasci em Minas e morei no Brasil inteiro (risos). Do Norte ao Sul. O último lugar em que vivi no país foi em São Paulo. Fora de lá, morei também na Austrália e na Nova Zelândia.
Minha mudança para Paris foi por causa do amor. Conheci meu marido em Nova Iorque, e ele é francês. E foi esse o motivo da minha vinda para Paris.

CN – Você já trabalhava como fotógrafa no Brasil?

Gabi: Já. Em 98 a fotografia entrou na minha vida, época em que vivia em Florianópolis e iniciei a faculdade de arquitetura. Então a minha rotina era a faculdade, o curso de fotografia e o trabalho com fotografia aos finais de semana. Sempre trabalhei com as duas profissões.
Em 2005 fui para a Austrália e no meu retorno ao Brasil em 2007, optei por trabalhar apenas com isso, que já tinha se destacado como a minha maior paixão na vida profissional.

CN –Como surgiu o interesse pelo mundo dos casamentos? Como foi a inserção nesse mercado?

Gabi: No início da minha carreira, quando as máquinas ainda eram analógicas, eu fotografei de tudo.  Mas em 2007, quando retornei da Austrália, decidi me especializar em casamento e trabalhar com casais, família e tudo o que envolve esse universo amoroso que une as pessoas. Isso me atrai e desde então é o meu maior interesse.

Me manter no mundo da fotografia morando aqui na França foi difícil, pois quando você se propõe a viver num lugar no qual nunca houve um vínculo profissional, é como começar do zero. É preciso reformular a sua proposta, seu produto, seu serviço e toda a sua apresentação (site, redes sociais). Nessa época eu anunciava que trabalhava no Brasil e em Paris. Então, eventualmente viajava ao Brasil para fotografar um casamento.
Para começar a movimentar meus negócios por aqui, fazia ensaios com os amigos que vinham visitar a França e assim, aos poucos, o público brasileiro começou a entender que vindo para cá, poderiam contar com os serviços de fotografia para registrar seus melhores momentos na cidade, de um jeito diferente. 
Quando a procura pelos meus serviços aqui em Paris foi aumentando, fui retirando do site e redes sociais que eu fotografava no Brasil e desse modo, me firmando de vez na França. Nesse espaço de tempo, o público americano também começou a me procurar muito. Depois os indianos, japoneses, ingleses valorizando e fazendo crescer bastante a minha empresa. Além do site, o Instagram é um grande aliado do meu trabalho. 80% dos meus clientes me encontram por ele.

CN – Se pudesse definir a fotografia com uma só palavra, qual seria ela?

Gabi: Conexão.
Conexão com o sentimento verdadeiro.

CN – Você atende em outros países da Europa? Se sim, qual foi o destination wedding mais marcante que fez?

Gabi: Fotografo em todos os lugares da Europa e na grande maioria das vezes, os clientes são brasileiros.
Os casamentos que mais me encantam são os realizados na Itália. Um casamento que me marcou muito foi o de um casal muito querido realizado na Toscana e isso aconteceu porque eu ajudei bastante a noiva no processo de organização. Foi bem bacana! Havia previsão de chuva para o dia do casamento, então propus que na véspera fizéssemos o first look para garantirmos fotos lindas do casal, que topou na hora. Foi uma véspera super especial. O dia do casamento realmente começou com chuva, mas o melhor é que o pôr do sol foi lindo e no final, deu tudo mais do que certo. 
Esses detalhes me marcam como profissional.

CN – Em Paris, qual o seu lugar preferido para os ensaios?

Gabi: Marais e Montmartre. Não são nada clichês e trazem as características da real vida parisiense.

CN – O que representa imprimir sua marca, trabalhar e produzir material aqui na França para um público que em sua maioria está espalhado por diversos lugares do mundo?

Gabi: Para mim é muito legal. Gosto desse contato com clientes tão diferentes.
Como já disse antes, meu público é formado por brasileiros e estrangeiros, então não me inseri no mercado de casamento francês e sim, num espaço mais abrangente, mais cosmopolita.
Com relação ao público brasileiro, sinto que a relação é bem satisfatória, os clientes se sentem seguros e animados em ter alguém que possa traduzir em imagens o que eles desejam.

CN – Como faz para encontrar e conhecer os noivos? Como é o primeiro contato e o acerto dos detalhes para a fotografia do ensaio ou do casamento?

Gabi: Geralmente o primeiro contato dos clientes comigo acontece pelo Direct do IG ou pelo formulário do site. Então concentro todas as comunicações no meu e-mail e aí conversamos, definimos a data, assinamos contrato com depósito para bloqueio. No caso de ensaio, oriento com relação às roupas, horário, os cenários da cidade onde vamos fotografar e etc.

CN – Na hora de pensar um projeto de casamento, o que mais lhe inspira? É o seu dia-a-dia, suas experiências de vida, os próprios noivos? Como é idealizado a criação desse projeto tão único?

Gabi: Eu levo muito em consideração a minha experiência como profissional da fotografia e por isso, dou muitos palpites ao casal com o intuito de fazermos um trabalho com personalidade. Tenho a sorte dos meus clientes terem o perfil de me escutar e aceitar o que eu proponho. Então o que me inspira é a essência dos noivos unida ao local onde estaremos e aí, fazemos tudo da melhor forma, tornado o registro do grande dia realmente único.

CN – Que dica você dá para o casal que vem a Paris e quer um ensaio e para um casal que escolhe se casar na Europa?

Gabi: Se for um ensaio, oriento a primeiro, verificar a disponibilidade do fotógrafo.
Se for para um casal que quer realizar um destination wedding na Europa, a contratação de um wedding planner. Para um tópico ou para o outro é importante saber sobre a disponibilidade dos fornecedores, pois, a agenda dos profissionais é bem cheia, e quando o casal tem pouco tempo, tudo tem que coincidir para que a prestação de serviço seja perfeita e o casal saia satisfeito.

Confraria das Noivas – O que é super importante na sua fotografia e que você não abre mão?

Gabi: O casal precisa estar em total sintonia. Havendo isso, o trabalho fica muito verdadeiro! O que ficará na memória são os belos momentos vividos em Paris e não apenas o ensaio fotográfico.

 

É ou não é para se apaixonar por um trabalho como esse?

Gabi, super obrigada pelo nosso encontro, pelo café, pela conversa leve e por nos apresentar tantas imagens lindas. Sucesso e mais sucesso para você.

 

Gabi e eu no dia do nosso bate papo em Paris.
Gabi e eu no dia do nosso bate papo em Paris.

 

Contatos:

Site: www.gabialves.com
Instagram: @gabialvesphotography

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *